Blog

Cartões somam 269 bilhões de reais em compras no 1T16

Cartões somam 269 bilhões de reais em compras

Segundo levantamento da associação das empresas de cartões, Abecs,Cartões somam 269 bilhões de reais em compras

no 1T16, aponta Abecs. Os brasileiros movimentaram R$ 269 bilhões com cartões de crédito e débito no 1º trimestre de 2016, crescimento de 7,2% em relação aos três primeiros meses de 2015.

Os cartões de crédito registraram R$ 165 bilhões (alta de 3,8%), e os cartões de débito, R$ 104 bilhões (alta de 13%).

Apenas por meio do parcelamento sem juros, os emissores de cartão de crédito concederam aos brasileiros a quantia de R$ 77,6 bilhões no período, o que representou 52,2% do volume de crédito concedido à pessoa física (recursos livres) para financiar o consumo de bens e serviços no Brasil. Também no 1º trimestre, o número de transações com cartões foi de 2,9 bilhões, crescimento de 9,3%. Com 1,6 bilhão de transações, os cartões de débito foram mais usados pelos consumidores que os cartões de crédito, que tiveram 1,3 bilhão de transações. Compras no Brasil Se desconsideradas as compras internacionais no período, o volume de transações com cartões realizadas dentro do País cresceu 8,7% no comparativo anual, somando R$ 269 bilhões.

Posto de combustivelO crescimento é superior ao do 4º e do 3º trimestre de 2015, que registraram alta de 6,7% e 8,6%, respectivamente. A receita do comércio brasileiro proveniente de compras com cartões cresceu 9,5% ? para efeito de comparação, o crescimento total desse segmento foi de 4,7% no mesmo período. Já a receita do setor de serviços em transações com cartões teve alta de 6,2%, com destaque para os ramos de saúde, educação, turismo e postos de combustível. Substituição de meios de pagamento Os pagamentos com cartões representaram 28,4% do consumo das famílias nos três primeiros meses, contra 27,1% no 1º trimestre de 2015.

O aumento de participação ocorre devido ao processo de substituição de meios de pagamento, já que o brasileiro tem adotado cada vez mais os cartões em detrimento de dinheiro e cheque. Enquanto o valor transacionado com cartões cresceu 7,2% no trimestre, no comparativo anual, o volume movimentado com cheques caiu -10,6% (de R$ 238,4 bilhões para R$ 213,5 bilhões). Nos últimos dez anos, houve crescimento de aproximadamente 368% em cartões e queda de -12,2% em cheques.

Uso consciente ainda segundo pesquisa da Abecs realizada pelo Datafolha, 86% dos usuários de cartão de crédito pagam o valor integral da sua fatura e 89% têm a intenção de fazer o mesmo no próximo vencimento. Apenas 4% pagam o valor mínimo, enquanto 6% optam por fazer o parcelamento da fatura. Segundo dados do Banco Central, 71,2% de todo o saldo a receber em cartões não possuem nenhuma incidência de juros. Isso mostra que a grande maioria das pessoas usa o cartão de crédito de forma consciente e sabe aproveitar seus benefícios sem pagar juros. Além disso, o consumidor que entra no crédito rotativo do cartão fica, em média, apenas 15 dias, de acordo com o Banco Central, o que confirma o seu papel de crédito emergencial.

 

por Notícias às 10:30 de 09/06/2016 em Mercado de Cartões

Fonte: INVESTIMENTOS E NOTÍCIAS/SÃO PAULO

Compartilhar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.