Blog

cinco formas de reconhecer uma fraude nas transacoes

Cinco formas de reconhecer uma fraude nas transações

De acordo com insights recentes da Kount, as perdas causadas por fraudes já somam $100 bilhões de dólares no ano. Os chargebacks são responsáveis pela maioria dessas perdas. Para se ter uma ideia, $100 bilhões é mais que o GDP de mais de 100 países do mundo. De acordo com uma pesquisa recente da BRC, espera-se que a fraude ?represente uma ameaça mais significativa para as empresas de varejo ao longo dos próximos dois anos?.

Este é um problema global. Níveis de fraude aumentaram 12% de 2013 pra 2014, com 135.814 incidentes divulgados durante o ano, responsáveis por 37% do custo total de £603 milhões de crimes no varejo. Estas fraudes resultam no pior pesadelo dos varejistas: os chargebacks. Chargebacks podem converter lucros em perdas no intervalo de 90, 60 ou 30 dias.

Os chargebacks ocorrem quando um banco emissor recebe uma reclamação do dono do cartão sobre uma transação fraudulenta em suas faturas. Isso começa uma reação em cadeia de investigações levando ao estorno do consumidor e finalmente ao chargeback para o varejista. O varejista é cobrado pelo valor total da transação, perde a venda e ainda recebe a cobrança de uma tarifa extra que pode custar até $100 dólares por transação.

Se ficar mesmo comprovada a fraude, o varejista ainda pode ter que pagar taxas desse processo e claro, o produto é quase sempre perdido e o que era uma compra lucrativa no início se torna custoso no final para o lojista.

Existem também efeitos no longo prazo. Bancos emissores que realizam pagamentos com cartão sabem que estão em vantagem nessa situação, então não apenas cobram multas, como também aumentam as taxas se escolherem rotular um determinado varejista por conta dos chargebacks.

Por experiência própria sabemos quão desastrosos os chargebacks podem ser para os varejistas, bem como o tempo, mão de obra e finanças são envolvidas na luta contra eles. A causa número 1 dos chargebacks é a fraude. Então como você pode contar que teve um problema de fraude? Para ajudar você a descobrir aqui vão alguns indicadores de como os varejistas online têm sido alvo dos fraudadores:

1. Índices de chargeback acima de 0,5%

Não existe nenhum índice ?mágico? de chargeback que é necessariamente certo todo negócio. O índice aceitável para chargebacks vai depender do seu tipo de negócio: por exemplo, software, beleza, etc. Porém, os índices de chargeback que constantemente excedem os 0,5% indicam problema de fraude.

2. Queda na taxa maior que 1%

Negócios online rejeitam em média 2,8% de todas as transações nos Estados Unidos. No entanto, a taxa de fraude real é de 0,9% -1,3%. Isso quer dizer que muitos pedidos verdadeiros foram jogados fora. Se o seu processo de gestão de fraude não consegue distinguir entre os pedidos fraudulentos e os autênticos com precisão ? e sua taxa de queda é maior que 1% ? você provavelmente está afastando as vendas lucrativas de você.

3. Análises manuais excedem 10% dos pedidos

Quando os chargebacks aumentam, muitos lojistas reagem fazendo muitas análises manuais, embora isso seja mais caro e um método que demanda mais tempo para reduzir fraudes e frequentemente causa quedas nas vendas. Se a sua taxa de análise manual subiu 10% ou mais, fraude recorrente pode ser a causa.

4. Taxas de reembolso maiores que 1%

Monitoramento pós-transação. Alguns varejistas, especialmente as empresas de bens de consumo vão analisar transações completas com base diária ou semanal e reembolso para transações suspeitas. Por quê? O custo dos bens digitais perdidos geralmente são menores que as taxas e multas associadas ao chargeback. Quando o reembolso começa a exceder 1% a causa pode ser a fraude.

5. Alta rotatividade de afiliados

Comissões fraudulentas agravam as perdas. Para varejistas que empregam canais afiliados como estratégia de vendas, um aumento repentino e incomum na rotatividade em sua rede de afiliados pode indicar fraude. Um exemplo típico é quando o crime organizado multiplica seus ganhos ilícitos gerando comissionamentos fraudulentos no topo de suas transações falsas.

Aqui vão cinco formas de reconhecer uma transação fraudulenta:

1. Pedidos com valores maiores que o normal. Use seu senso comum, mesmo que um pedido de valor maior vá aumentar seus lucros, eles têm mais probabilidade de ser uma transação falsa e vão custar a você muito mais no chargeback.

2. Pedidos com muitos itens iguais e compras múltiplas em um curto período de tempo no mesmo cartão. Este tipo de atividade incomum é um forte indicador de fraude.

3. Pedidos de itens caros. Um pedido composto exclusivamente de itens de luxo deve ser cuidadosamente analisado e pode ser uma tentativa dos fraudadores de ter o maior lucro possível de uma só vez.

4. Pedidos em que foi solicitada a entrega durante à noite. Esses devem ser investigados, especialmente se envolverem itens caros, pois podem ser uma tentativa dos fraudadores de ganhar o máximo possível em um curto espaço de tempo.

5. Pedidos entregues no mesmo endereço, mas usando cartões de crédito diferentes ou endereços de entrega e de cobrança diferentes ? por motivos óbvios este tipo de comportamento suspeito é um claro indicador de fraude.

Tradução autorizada pelo autor. Link original disponível em: http://internetretailing.net/2015/02/guest-comment-tis-the-season-for-chargebacks/

 
Fonte: E-commerce Brasil. Assinado por Don Bush

 

Você sabe como evitar fraudes financeiras na sua empresa? Veja neste artigo.

A Conciliadora auxilia no controle contra fraudes nas transações. Melhore o controle contra fraudes na sua empresa agora!

Compartilhar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.