Blog

6 Dicas para a melhorar gestao de caixa

6 Dicas para a melhorar gestao de caixa

O controle de caixa é uma ferramenta muito útil a gestão financeira do negócio. Com ele pode-se acompanhar a disponibilidade financeira de uma empresa, decidir quais compromissos poderão ser assumidos, valores projetados e recebidos em um determinado período, verificar viabilidade de se operar com determinados cartões, dentre outros.

Problemas relacionados à capacidade de pagamento podem comprometer severamente algumas empresas, principalmente aquelas cujos insumos são fornecidos apenas quando não existem atrasos nos pagamentos, a correta gestão do caixa auxilia a evitar prejuízos decorrentes de situações como essas.

Nas próximas linhas buscaremos trazer 6 dicas para melhorar a gestão de caixa de seu negócio.

 

  1. Defina a frequência dos lançamentos

Verificar a periodicidade em que os lançamentos devem ser registrados é importante.

Deve-se avaliar características do negócio, para então definir se serão feitos todos os dias, por semana , quinzena ou mês. Muitos lançamentos podem significar informações desnecessárias, que por vezes mais atrapalha do que ajuda. Já relatórios muito sintéticos podem esconder conjunturas que se precisa identificar.

 

  1. Registre despesas e receitas

Todas as entradas e saídas no caixa devem ser controladas. Pagamentos que não são registrados dão a falsa ideia de dinheiro sobrando, e receitas não consideradas podem levar a empresa a solicitar desnecessariamente capital de giro, modalidade de empréstimo que possui altas taxas.

 

  1. Categorize seus lançamentos

Categorizar as despesas e receitas pode ser uma boa alternativa para melhor se visualizar para onde estão indo os recursos da empresa, bem como de onde ingressam.

Utilizar o plano de contas contábil pode ser uma boa sugestão, mas é importante lembrar que podem ser necessárias adaptações para melhor auxiliar no controle gerencial do seu negócio.

 

  1. Defina centros de custos

Para um melhor controle, pode-se também dividir a empresa em departamentos (caso ainda não se tenha feito), e agrupar as despesas por centros de custos. Isso  ajuda a identificar quais são os que mais estão gastando.

 

  1. Gestão de caixa: use a tecnologia a seu favor

Existem no mercado várias ferramentas que auxiliam o controle de caixa, desde planilhas a sistemas de automação.

O gestor precisa analisar quais os instrumentos trará melhores benefícios, com custos compatíveis, para seu empreendimento. Ressalta-se que muitas empresas utilizam sistema de automação que podem auxiliar no controle de caixa, porém devido a fatores como processos que ainda não estão bem estruturados, sistema não parametrizado ou falta de funcionários que saibam lidar com o recurso acabam não utilizando a ferramenta em sua plenitude.

 

  1. Lembre-se de que conciliar é fundamental

É importante conferir os lançamentos bancários, confirmar depósitos realizados, ratificar valores recebidos de cliente e realizar a respectiva baixa, para evitar problemas futuros, como inclusões indevidas de nomes em cadastros de proteção a crédito e bloqueio de fornecimento de insumo devido ao não processamento de pagamento realizado a algum fornecedor. Dentre as contas que devem ser conciliadas cita-se as contas bancárias, de clientes e de fornecedores.

O gestor deve se preocupar continuamente com o controle de caixa, pois ele permite evitar que possíveis erros possam comprometer a rentabilidade da empresa. Existem inúmeras formas e ferramentas que possibilitam realizar uma gestão de caixa eficiente, cabendo ao administrador perceber qual a forma que mais se adéqua às características do negócio.

Você tem mais alguma sugestão que pode ser útil na gestão de caixa? Estamos curiosos para saber, deixe agora seu comentário em nosso post.

Compartilhar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.