Blog

solução de pagamentos

Solução de pagamentos móveis em alta

2015 é, definitivamente, o ano do pagamento móvel. Uma pesquisa da KPMG indicou que 83% dos executivos do varejo de serviços financeiros, tecnologia e telecomunicações acreditam que, até o final de dezembro, os pagamentos móveis vão ter uma adoção generalizada pelos consumidores. Uma outra pesquisa internacional indicou que uma em cada quatro transações é paga com dispositivo mobile.

No entanto, para que esse número seja alcançado, é necessário que o varejo físico e o virtual sejam cada vez mais inovadores na hora de oferecer ferramentas ao cliente. É hora de ser disruptivo no desenvolvimento de soluções de pagamento.

Ao ver números como os passados pela pesquisa, é difícil imaginar que existam muitos estabelecimentos que não possuem nenhum tipo de sistema de controle, seja na frente de caixa, para aceitar cartões, ou no ERP. Mas esse público ? carente de tecnologia pelo seu custo elevado, ou por puro desconhecimento ? deve ser visto como uma grande oportunidade pelo desenvolvedor.

Imagine um programa instalado em um tablet, em que o dono de uma pizzaria de bairro pode controlar estoque, registrar pedidos, administrar o controle de caixa e, ainda, aceitar cartão de crédito, a fim de aprimorar a experiência de compra do cliente e simplificar toda a gestão da loja. Imaginou?

Os desenvolvedores precisam começar a pensar em plataformas já conectadas a sistemas de pagamentos, principalmente em se tratando dos adquirentes de cartão de crédito. Somente dessa forma a experiência de pagamento se tornará um diferencial para a fidelização do cliente.

APIs e SDKs ? Fazendo a integração

Para transacionar informações de cartão de crédito, são necessários vários itens de segurança e certificações, como o PCI DSS 2.0, entre outros.

No entanto, não deixe que isso atrapalhe o desenvolvimento criativo do aplicativo. É possível encontrar APIs, SDKs e documentações com tudo o que é preciso para incluir uma funcionalidade de pagamento nas mais diversas soluções. Essas possibilidades com infraestrutura de captura e transações de pagamento das principais bandeiras do mercado já são oferecidas por alguns adquirentes no País.

Como funcionaria?

O usuário terá uma transação de interface que o levará da sua aplicação para a aplicação do adquirente. Quem se comunica com o PinPad é o aplicativo do adquirente, previamente conectado dentro dele.

Na maioria dos casos, o aplicativo já é encarregado de avisar quando há ou não uma conexão com algum PinPad. Se o usuário não estiver conectado com nenhum dispositivo, o aplicativo exibirá um botão para buscar e conectar com algum dispositivo.

Conectado o dispositivo e realizada a primeira transação, cabe ao adquirente, via integração, responder a transação, aprovada ou negada, e retornar para o aplicativo que o chamou, enviando algumas informações que foram recebidas do autorizador.

A ideia da integração é fornecer a experiência de integração simples e rápida a qualquer desenvolvedor, e levar a solução de pagamentos com cartões de crédito e débito para todos os lojistas.

A integração é feita a partir de um .jar que é adicionado ao projeto do lojista ? um método simples fica responsável por passar os parâmetros para o aplicativo do adquirente, que fará todo o resto, conexão, validações e o processamento da transação.

Em resumo, se tornar disruptivo na hora de desenvolver soluções que auxiliem o comércio a se automatizar, com gestão e, ainda por cima, tornar o pagamento algo agradável ao cliente, é um novo mercado de oportunidades.

 

Fonte: http://imasters.com.br/tecnologia/e-commerce/hora-de-ser-disruptivo-no-desenvolvimento-de-solucoes-de-pagamento/?trace=1519021197&source=home

Compartilhar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.