Blog

5 dicas de como agir em situação de fraudes com cartão de crédito

5 dicas de como agir em situação de fraudes com cartão de crédito

Não são só os consumidores que sofrem com fraudes de cartão de crédito. A sua empresa pode perder muito dinheiro com este tipo de golpe.

O número de fraudes com cartão de crédito disparou no país nos últimos anos. E você não quer ver o crescimento da sua empresa sendo colocado em risco por isso, não é mesmo?

Por isso, preparamos 5 dicas que podem te ajudar e muito, a minimizar os prejuízos. Veja o que fazer:

 

#Dica 1 – Antes de tudo saiba os tipos mais comuns de fraudes

Antes de tudo saiba os tipos mais comuns de fraudes

Infelizmente, a troca de maquinetas é a fraude mais comum. Entenda:

O fraudador vai até a loja física, simula uma compra e na hora de digitar a senha faz a troca da a maquininha de cartão. Isso sem nenhum funcionário perceber. Esse novo equipamento direciona os pagamentos para outra conta do fraudador. Se isso acontecer, você vende e não recebe o dinheiro.

Já ouviu falar no chargeback?

Este golpe ocorre quando há o cancelamento de uma compra fraudulenta. Primeiro o fraudador faz a compra com o cartão de outro titular e recebe o produto.

O problema vem depois quando o verdadeiro titular do cartão percebe o fraude e faz o cancelamento junto à operadora.

Desta forma, você não recebe todas as parcelas da compra. Sem o devido controle, você pode estar perdendo dinheiro.

Com o passar dos anos e desenvolvimento de novas tecnologias, novas formas de fraudar compras vão surgindo.

No e-commerce, por exemplo, fraudes pela internet sem o cartão físico só aumentam. Neste caso, é essencial ter um sistema antifraude eficiente. Não se esqueça também de manter o controle financeiro em dia.

Outro ponto importante é não compactuar com taxas abusivas cobradas pela adquirente. É possível pesquisar e negociar os valores.

Quer saber como monitorar e negociar taxas? Veja este artigo.

 

#Dica 2 – Como e quando contestar fraudes para não se responsabilizar com o prejuízo

Como e quando contestar fraudes para não se responsabilizar com o prejuízo

Para o consumidor lesado, a indenização por uma transação feita com cartão clonado é garantida, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor. Por isso, quem deve se responsabilizar é a instituição financeira ou a administradora do cartão.

Mas você deve estar se perguntando: e minha empresa? Fica no prejuízo?

Se você vende no cartão é necessário comprovar junto à operadora a entrega do produto ou serviço. Assim, você tem a possibilidade de reverter um possível chargeback.

Mas quando a fraude acontece por descuido da empresa como, troca da maquineta original por outra fraudulenta, quem arcará com o prejuízo é a própria empresa.

A dica é alertar funcionários e ficar de olho nas novas formas de golpes.

 

#Dica 3 – Automatize a conciliação de cartão de crédito e débito

automatize a conciliação

Quer identificar as fraudes com cartão para poder contestá-las?

A conciliação de cartão de crédito e débito pode ser muito mais simples do que você pensa, ainda mais com a sua automatização. Com ela, você faz o controle completo das suas vendas com cartão de forma rápida e segura.

Isso inclui o monitoramento de taxas aplicadas, vendas capturadas, previsão de pagamentos, cancelamentos, chargebacks, entre outros.

Se você manter a sua planilha de conciliação de cartão em dia e acompanhar as divergências apontadas por ela vai conseguir grandes resultados.

Isso porque vai ficar fácil identificar a fraude a tempo de contestá-la. Ou mesmo, descobrir alguma maquineta trocada, por exemplo, e trocá-la por uma original minimizando a quantidade de vendas perdidas.

Quer saber mais sobre a automatização da conciliação de cartão de crédito? Leia este artigo.

 

#Dica 4 – Esteja em dia com o controle financeiro

esteja em dia com o controle financeiro

Sempre se pergunte: você tem certeza que sua empresa está recebendo tudo o que vendeu?

Estruture a parte financeira da sua empresa de forma rigorosa e você vai sentir a diferença.

Esta é a chave para o sucesso. Isso vale para lojas online, físicas, micro ou pequenos negócios.

Relatórios em mãos, sempre atualizados, analisados, com fluxo de caixa, informações sobre estoque, gastos e investimentos. Pronto! Você está preparado.

Quer melhorar o controle financeiro da sua empresa? Leia este artigo.

 

#Dica 5 – Conciliação de cartões integrada com as operadoras de cartão

conciliação de cartões integrada

Como não tem como fugir das fraudes com cartão, escolha a melhor maneira de se proteger.

Existem dois tipos de sistemas de conciliação de cartão. Um deles não é integrado com as operadoras de cartão.

Quando falamos em operadoras de cartão de crédito nos referimos às instituições que emitem os cartões e gerenciam o pagamento das faturas. Geralmente, se tratam de bancos ou instituições que emitem o cartão.

Então, qual é o melhor tipo de conciliação de cartão?

Quando você opta pelo sistema integrado com as operadoras de cartão, os lançamentos de todas as suas vendas serão automáticos. Com isso, os relatórios dos dados repassados pela operadora de cartão são gerados com mais facilidade e com menos riscos de erros.

Você consegue identificar divergências e contestar a tempo, já que é exigido um limite de dias para isso.

Se você está preocupado, não entre em pânico. Apesar da sua empresa estar sempre exposta à esse golpe é possível sim fazer um controle de forma fácil e prática que vai minimizar o seu prejuízo de forma significante.

Mas como já dissemos e vale a pena repetir: este monitoramento precisa ser impreterivelmente constante.

Conheça a Conciliadora

Muitas empresas estão fazendo o controle financeiro com a Conciliadora.

Esta solução de conciliação de cartões faz a conferência de forma eficaz de todas as suas transações de vendas com cartão de crédito e débito desde a aprovação da compra na maquineta até a entrada do valor em conta bancária.

Os resultados mostram que o aumento da produtividade tem sido expressivo. Como é o caso da 6 Bocas Autocenter. Veja este case de sucesso.

E você? Já sofreu algum tipo de fraude com cartões de crédito? Comente a sua experiência.

Compartilhar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.