5 itens fundamentais na gestão financeira para pequenas empresas - Conciliadora - Conciliação de cartão de crédito

Blog

5 itens fundamentais na gestão financeira para pequenas empresas

5 itens fundamentais na gestão financeira para pequenas empresas

Pode parecer óbvio, mas nem toda empresa investe a atenção necessária na gestão financeira. Segundo pesquisa divulgada pelo IBGE com dados de 2014, 60% das empresas não sobrevivem após cinco anos de atividade.

A gestão financeira abrange as ações e procedimentos administrativos relacionados com a planejamento, execução, análise e controle das atividades financeiras do pequeno negócio.

Em síntese, o principal objetivo dessa gestão é obter o máximo de lucro (ou resultado) com as atividades oferecidas pela empresa.

Para ilustrar melhor como de fato fazer uma gestão financeira adequada, vamos citar 5 itens fundamentais:

1.Controle do fluxo de caixa

fluxo de caixa
Um pequeno negócio não é uma versão reduzida de uma grande empresa e por isso, é muito importante que o empresário tenha alguma noção de aspectos gerais referentes à administração, tais como, precificação, recursos humanos, marketing e relação de custos operacionais.

O controle do fluxo de caixa vai além do acompanhamento diário do extrato bancário e da atualização de planilhas. Um dos principais objetivos da gestão deve ser o planejamento futuro e claro, estar sempre em dia com a situação financeira da empresa. Com isso, você evita perder parte do seu lucro pagando acréscimo de juros, por exemplo.

 

 2.Conciliação dos cartões

conciliação dos cartões
As vendas com cartão só aumentam e por isso, esta etapa requer atenção redobrada.
O uso de planilhas é comum pelas microempresas para gerir todas as vendas com cartão, mas essa prática tem se tornado inviável ou muito incerta. São muitas adquirentes de cartão, muitas bandeiras, taxas diferenciadas, muitos portais para acessar diariamente e ainda tem a conferência dos depósitos no banco. Fazer isso todos os dias toma muito tempo além de não garantir a precisão da conferência.

A solução está na tecnologia – conciliação de cartões automatizada! Prática já disseminada no mercado e só cresce a procura. Economia de tempo, possível redução de custos, assertividade na gestão dos cartões, são alguns dos vários benefícios oferecidos pela conciliação de cartão automatizada.

 

3.Conhecimento das pequenas despesas

Pequenas despesas
Muitos gestores não incluem no planejamento financeiro os pequenos gastos e se surpreendem quando percebem como essas pequenas despesas podem se tornar um peso para as finanças da empresa. Gastos como estes comprometem a saúde financeira da organização somente após um período prolongado e isso o torna ainda mais perigoso. Lembre-se que despesas como o 13º salário, já devem estar incluídas no planejamento financeiro anual. Com esse plano bem estruturado em mãos, você poderá fazer uma reserva para não ter perdas no fim do ano.

 

4.Saber calcular o preço da venda dos seus produtos

Precificação dos produtos
Saber como calcular os preços dos produtos vendidos é muito importante. Para fazer esse cálculo você não deve somente usar como referência os valores praticados pelos concorrentes. Cada empresa tem seus custos e isso pode variar muito! Antes de precificar seus produtos você deve levantar TODOS os custos do seu negócio. Uma forma de saber se você está no caminho certo é quando seu saldo estiver positivo.

Há duas estratégias de precificação comuns:
1ª O produto é introduzido no mercado com o preço máximo possível para sua demanda e então é reduzido gradativamente. É uma opção apropriada para recuperar os altos investimentos feitos na concepção de produtos inovadores, já no início de sua comercialização. Entenda que valores altos só se sustentam enquanto não houver outros produtos similares no mercado.

2ª O produto é introduzido no mercado com preço abaixo da média dos concorrentes para, em seguida, elevá-lo gradativamente. O objetivo aqui é aumentar o volume de vendas rapidamente e fidelizar clientes que buscam por preço, como prioridade. Claro, a qualidade não pode ser deixada de lado, caso contrário, você não irá fidelizar esses clientes. Estratégia muito utilizada para lançar produtos em um mercado já muito competitivo.
5. Gestão de crises

Gestão de crises
Muitas empresas fecham por não conseguir superar uma crise.

Pequenos negócios tendem a sofrer mais com as consequências em tempos de crise.
Mas é possível atenuar esses problemas tomando algumas medidas:

.Pague primeiro as dívidas com juros mais altos.
.Negocie prazos mais longos com os fornecedores.
.Avalie junto ao seu banco a possibilidade de linhas de crédito com juros mais baixo e faça a quitação das dívidas com os juros mais altos.
.Reduza custos e despesas ao máximo, mas não comprometa a qualidade dos seus produtos e serviços.
.Faça diariamente a conciliação dos seus cartões e com isso você saberá exatamente quando e quanto receberá e terá controle de todas as taxas cobradas, além disso, poderá até negociar taxas melhores caso faça o devido remanejamento das vendas para as maquinetas com melhores taxas.

Entendido melhor os 5 pontos que falamos, podemos dizer que em nenhum momento a gestão financeira da sua empresa pode ser tratada como tarefa secundária ou sua empresa vai ficar à deriva e isso, você não quer.

Quer saber mais sobre conciliação de cartões?
Erros e acertos na conciliação de cartões
4 principais causas para riscos financeiros na sua empresa
O que é um conciliador de cartões?

Compartilhar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.