Blog

7 passos para ter o capital de giro da sua empresa nas alturas

7 passos para ter o capital de giro da sua empresa nas alturas

Você quer aumentar cada vez mais a rentabilidade da sua empresa, mas não sabe como? O capital de giro tem muita importância para alcançar este objetivo.

Primeiro, entenda com detalhes o que é capital de giro. Em seguida, leia os 7 passos que você pode colocar em prática para garantir o crescimento e segurança financeira da sua empresa.

 

O que é capital de giro?

O capital de giro é o montante financeiro que sua empresa precisa ter para dar continuidade na realização das atividades do seu negócio.

Estas atividades consistem em investimentos, pagamento de contas, contratações, controle de estoque e demais gastos operacionais.

Uma empresa pode ter grande potencial financeiro, mas quando deixa a desejar no aumento e equilíbrio do capital de giro, pode diminuir a sua rentabilidade.

Isso porque você acaba gastando mais e ganhando menos, um grande alerta para o risco de falência.

A solução? Tudo que você faz na sua empresa deve ser acompanhado com um controle rígido do seu capital de giro.

Preparamos 7 passos que você pode colocar em prática:

Veja também sobre a gestão de recebimentos peça chave para o sucesso do seu negócio

 

#Passo 1 – Invista em um planejamento para garantir a liquidez

Invista em um planejamento para garantir a liquidez

Liquidez tem um diferente significado de rentabilidade. Se trata da rapidez em que você transforma um investimento em dinheiro na sua conta. Já a rentabilidade é o grau de êxito econômico em relação ao capital investido.

Ambas são muito importantes. Mas primeiramente devemos ter cuidado com a liquidez que está diretamente ligada aos investimentos.

É simples: quanto mais rápido você consegue o dinheiro na conta, mais rápido consegue fazer outros investimentos. Ou seja, é importante garantir a liquidez.

Para isso, evite se comprometer com recursos que trazem investimentos de longo prazo ou em ativos cuja venda é dificultada.

 

#Passo 2 – Troque longos prazos para descontos aos clientes

Troque longos prazos para descontos aos clientes

Seguindo o tema do primeiro passo, priorize as vendas que lhe darão contas a receber mais rapidamente.

Você pode evitar oferecer longos prazos de pagamento em seu serviço ou produto. A saída seria oferecer descontos mais atraentes para os clientes e que consequentemente serão mais vantajosos para o seu negócio também.

Em caso de inadimplência de pagamento, saiba negociar com os seus fornecedores pedindo prazos mais extensos. Isso pode impedir que seus recursos se esgotem e seja preciso realizar um empréstimo.

Leia também sobre como monitorar taxas e reduzir custos nas vendas em cartão

 

#Passo 3 – Financie o capital de giro quando necessário a juros baixos

Financie o capital de giro quando necessário a juros baixos

Quando se trata de financiamento todo cuidado é pouco. Você pode perder o controle de pagamento e colocar o seu negócio em risco.

Mas, muitas vezes, é necessário financiar. Como sabemos que o mercado oscila, pode ser uma assertiva e eficaz saída para momentos difíceis.

Mas lembre-se, faça de tudo para contratar uma opção a juros baixos. Assim, há segurança de uma quantia que você consiga pagar.

 

#Passo 4 – Invista em um planejamento tributário

Invista em um planejamento tributário

A carga tributária no Brasil é altíssima. Mas você pode economizar. Sabe como?

Ao fazer o correto planejamento tributário da sua empresa, você diminuirá o montante de tributos a pagar.

Além disso, outra vantagem é minimizar o volume de recursos retidos no balanço em tributos a recuperar.

 

#Passo 5 – Acompanhe de perto a receita

Acompanhe de perto a receita

Você já esperou o recebimento de um dinheiro, mas ele não entrou na conta quando esperado? Não deixe isso virar um hábito na sua empresa.

Quando há a expectativa de contas a receber, as tomadas de decisões são baseadas nelas. Por isso, quando esta projeção está errada, muitos investimentos podem ser prejudicados.

Para evitar tal situação a receita garantida deve ser aquela que tem um prazo bem definido. Prefira também, contar com o que já foi faturado.

Quando se trata do futuro é melhor prevenir do que remediar.

 

#Passo 6 – Gestão financeira

Gestão financeira

IMPORTANTE! Este é um passo que merece mais atenção.

Controles financeiros são essenciais para a gestão do capital de giro.

Um controle financeiro rigoroso na sua empresa com informações precisas e detalhadas (sem esquecer das projeções futuras) aumenta e muito, a garantia de sucesso.

Assim, o seu negócio dificilmente passará por problemas de capital de giro.

Veja na lista abaixo, o passo a passo básico do controle financeiro:

– Controle diário de caixa;
– Controle de vendas;
– Controle bancário;
– Controle de contas a receber;
– Controle de contas a pagar;
– Controle mensal de despesas;
– Controle de estoques.

Saiba quais as 3 dicas de como fazer a gestão financeira do seu negócio
Fonte: Sebrae

No próximo passo, vamos esclarecer um processo importante dentro da gestão financeira.

 

#Passo 7 – Conciliação de cartão

Conciliação de cartão

Você vende com cartão? Como você sabe se tudo o que passou na maquininha foi realmente registrado e recebido em sua conta?

A conciliação de cartão é um processo que não se resume apenas à conferência de extratos. Se trata de um passo a passo de toda a venda, para que assim se possa realizar o controle financeiro da melhor forma.

Com a conciliação, você pode conferir desde a aprovação na maquineta até o recebimento em sua conta.

Com ela, você confere o que vendeu, o que foi registrado e o que foi recebido. Além de fazer o monitoramento de taxas para gerar mais economia.

Fazer a conciliação manual pode não ser a melhor opção. Ela é suscetível a erros humanos além de gastar muito tempo. Pesquise e escolha um sistema especializado e seguro.

Você conhece a Conciliadora? Sistema referência no controle e segurança na conciliação de cartão automatizada.

Este artigo também pode te ajudar: Sua empresa precisa fazer conciliação financeira

 

Por que automatizar sua conciliação de cartão?

Podemos citar diversos motivos para você automatizar a conciliação de cartão da sua empresa. Mas separamos os mais importantes. Confira:

– As tecnologias estão a nosso favor para otimizar o tempo dos seus colaboradores permitindo a realização de outra tarefas;
– O processo é bem mais assertivo e é a única forma precisa de ter certeza que as suas transações estão sendo repassadas. Com o sistema de conciliação, os erros humanos são expressamente evitados.
– O sistema é online e com armazenamento em nuvem. Você faz o controle de onde estiver, caso tenha internet.
– A solução é segura, prática e rápida.

O capital de giro está relacionado com todas as contas financeiras que giram ou movimentam o dia a dia da empresa. A dica é não se esquecer dele.

Ficou interessado em conciliar suas vendas em cartão? Acesse nosso site clicando aqui. 

Compartilhar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.