Blog

8 dicas de controle financeiro para micro e pequena empresa

8 dicas de controle financeiro para micro e pequena empresa

Sabemos que o controle  financeiro de uma empresa, seja ela física ou virtual, é decisivo para o bom resultado e sucesso.

Muitos empresários não têm muito jogo de cintura na hora de fazer o controle financeiro, talvez por serem novos empreendedores ou por falta de conhecimento.

De qualquer maneira, fazer um controle financeiro da sua micro e pequena empresa  de forma equivocada pode ser fatal para o seu negócio.

Planejar como e com o que gastar o lucro da sua empresa é saber cuidar bem do seu dinheiro.

Que é cansativo e requer muita disciplina e concentração todos nós sabemos, mas relaxa, separamos essas 8 dicas para que você consiga fazer um excelente controle financeiro da sua micro e pequena empresa, sem complicações e de forma organizada.

 

Mas antes de tudo, o que é controle financeiro?

É a estruturação das atividades relacionadas a parte financeira da sua empresa, geralmente é dado por relatórios financeiros, contendo fluxo de caixa, informações sobre situação de estoque, entre outras informações.

Com esses relatórios gerenciais em mãos, a tomada de decisões é mais assertiva. Além de serem fundamentais para o dia a dia da empresa, o controle financeiro é também o primeiro passo para a gestão do capital de giro.

Aqui vão algumas dicas para que você possa otimizar o seu controle financeiro, e manter um bom domínio sobre esse método indispensável para o seu negócio.

Gestão de investimentos: Peça chave para o sucesso do seu negócio.

 

#Dica1: Defina seu orçamento

Para começar a planejar seu controle financeiro, é necessário definir o orçamento que você terá disponível para que fique mais fácil administrar seu dinheiro e não extrapolar o que foi planejado.

Observe o histórico dos gastos da sua micro e pequena empresa feitos no passado, com isso, faça relatórios indicando os custos para que você tenha uma média do quanto saiu e quanto entrou.

O resultado disso é a definição de um orçamento mais assertivo.

 

#Dica2: Separe suas contas pessoais

É comum pequenos empreendedores acharem que por serem responsáveis por pagar tanto as contas da empresa quanto as pessoais pode misturar os gastos.

Você está absolutamente enganado. Não fazer essa separação pode resultar tanto na quebra da sua empresa, quanto uma crise financeira na sua vida pessoal.

Por isso, separe bem o que é da sua empresa e o que é seu, assim seu controle financeiro será organizado para cada um individualmente.

Gestão de investimentos: Peça chave para o sucesso do seu negócio.

 

#Dica3: Utilize ferramentas financeiras

Foi-se o tempo que que todo o controle financeiro da sua empresa era feito com base em anotações naquelas adoráveis e inseparáveis cadernetinhas.

Evoluímos com o surgimento das planilhas que são mais que necessárias para começar a se planejar financeiramente. Mas, sabia que dá pra facilitar ainda mais?

Atualmente existem ferramentas que são uma verdadeira mão na roda para quem quer ter um controle financeiro de forma mais rápida e fácil.

Afinal, se você tem um pequeno negócio, é necessário ter ferramentas financeiras virtuais não é mesmo?

São muitas opções de empresas que facilitam esse trabalho que cá pra nós, é bem complexo.

Umas delas é a Conciliadora, um sistema completo que concilia todas as suas vendas feitas com cartão de forma rápida e detalhada.

Além disso, ela te dá relatórios de acordo com o período escolhido e a relação das taxas cobradas pelas adquirentes. Bem legal né.

Leiam também quais são as funcionalidades de uma ferramenta de conciliação 

 

#Dica4: Monitore seu estoque

Algumas micro e pequenas empresas, não trabalham com estoques de produtos, mas outras sim.

E é preciso ter muita atenção quando o assunto é controle de estocagem, pois a ausência desse controle pode afetar bastante na gestão financeira do seu negócio.

A partir do monitoramento do seu estoque você vai ter base para fazer uma previsão de vendas e receitas.

Além disso, esse monitoramento ajuda no controle das despesas com armazenamento, logística, mão de obra, entre outros, que podem pesar no orçamento, e principalmente quando há imprevistos.

Monitore seu estoque

 

#Dica5: Se preocupe com o capital de giro

Durante o processo do controle financeiro, um dos pontos mais importantes é o porquê de se preocupar com o capital de giro da sua micro e pequena empresa.

Simplesmente pelo fato de que esse montante é essencial para que sua empresa consiga operar.

Como o capital de giro, você consegue dar continuidade a todas as operações da empresa, sem se preocupar com imprevistos que podem ocorrer futuramente.

Ele equivale aos recursos para financiamento dos clientes (vendas a prazo), pagamentos de impostos em geral, despesas operacionais, recursos para manter o pagamento dos fornecedores , estoque, salários (se tiver) e todos os demais custos, necessários para a sobrevivência da seu negócio.

Por isso, saber exatamente o valor necessário para manter a sua empresa é fundamental para o futuro do seu negócio.

Lembre-se, se você gasta mais do que recebe em lucros, e mais que certo que a sua empresa vai quebrar financeiramente e de forma bem rápida.

Saiba mais sobre custos fixos variáveis

 

#Dica6: Tenha um fundo de reserva

Você pode até se perguntar, se eu não consigo nem pagar minhas contas em dia, como vou conseguir guardar dinheiro?

Pois bem, o fundo de reserva serve exatamente e exclusivamente para atender esse tipo de situação.

É importante que você tenha consciência de que a sua empresa nem sempre vai começar em um crescimento considerável e lucrando mais que o esperado.

Bom, isso pode vir a acontecer, mas é preciso entender que nem sempre a sua micro e pequena empresa terá fases boas, e é preciso estar preparado para isso.

A forma como você lida com o controle financeiro da sua empresa é determinante para seu sucesso e crescimento.

Tenha um fundo de reserva

 

#Dica7: Corte os gastos supérfluos

Todo mundo gasta com coisas que às vezes nem precisa, mas, para um bom controle financeiro seja ele pessoal ou da sua empresa é necessário ficar atento a cada gasto recorrente.

Perceber quais são os gastos supérfluos já é um bom passo para começar a se planejar.

Quando isso acontecer, você verá como isso pode trazer resultados para o futuro da sua pequena empresa que você nem imaginava ser possível.

 

#Dica8: Compare preços

Você já imaginou como as pessoas conseguiam comparar preços de forma rápida sem a internet? Complicado né, mas ainda bem que no momento em que vivemos comparar preços de forma imediata é muito fácil.

Você costuma comparar preços? Se a resposta for não você está perdendo muito dinheiro.

Comparar os preços é uma questão extremamente essencial, para que você controle seus gastos.

E se você conseguir economizar 2%, 7%, ou até 10 %, irá perceber que esses valores farão total diferença no controle financeiro da sua micro e pequena empresa.

Compare preços

Gostou das nossas dicas? Espero ter ajudado. Para saber mais sobre como controlar suas vendas parceladas em cartões, recebimentos, taxas e antecipações fale com a gente.

Acesse nosso site clicando aqui.

Compartilhar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.