Blog

bitcoin sobe 200 em 2 anos e e o melhor ativo entre as principais aplicacoes do brasil

Bitcoin sobe 200% de valorização em 2 anos

 E é o melhor ativo entre as principais aplicações do Brasil. No mesmo período o segundo melhor desempenho foi o do CDI, que valorizou 28,18%

A trajetória da moeda digital Bitcoin tem sido meteórica e segue ganhando cada vez mais espaço entre os investidores. E não é por menos, nos últimos dois anos, a moeda digital registrou o melhor desempenho diante das principais aplicações no mercado brasileiro, segundo o levantamento feito pela consultoria Economatica.

“Hoje, a soma do valor dos bitcoins em circulação é de mais de 12 bilhões de dólares. Há pessoas que acreditam que os bitcoins não deveriam valer nada, e outras que acreditam que essa soma chegará à casa dos trilhões de dólares. Os próximos anos dirão quem está certo”, disse Rodrigo Batista, CEO do Mercado Bitcoin.

Pelo levantamento, são 200% de valorização da Bitcoin desde dezembro de 2014, batendo os principais segmentos de investimento no mercado brasileiro. Como comparação, a Economatica mostra que, no mesmo período o segundo melhor desempenho foi o do CDI, que valorizou 28,18%. Por outro lado, o pior desempenho verificado foi o do euro, com 10,83% de valorização.

Se considerado apenas o ano de 2015, a moeda digital registrou desempenho positivo de 100,77%, deixando para trás o dólar Ptax Venda, como segundo melhor investimento, com 47,01%. Neste período, o Ibovespa teve o pior desempenho dos ativos analisados, com desvalorização de 13,31%.

Neste ano, o cenário já é mais equilibrado. Até o momento, a moeda digital Bitcoin registra a melhor valorização dos investimentos listados na pesquisa, com ganhos de 49,75%. O Ibovespa, por sua vez, valorizou 36,52%. Do outro lado, o Ouro, dólar e euro registraram retração.

Veja abaixo a tabela com a rentabilidade das principais aplicações financeiras no Brasil:

bitcoin-tabela

Confira o gráfico abaixo com a evolução diária destes ativos no ano de 2016:

investimentos-bitcoin

Fonte: InfoMoney – 14/12/2016

Veja também: Prepare sua empresa para o futuro

Compartilhar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.