Gestão 360º: os 5 pilares que sustentam qualquer negócio

Blog

Gestão 360º: os 5 pilares que sustentam qualquer negócio

Gestão 360º: os 5 pilares que sustentam qualquer negócio

Nem só de controle financeiro vive uma empresa. Saiba quais são as 5 frentes que precisam ser blindadas para que você tenha um negócio de sucesso.

“Quero vender mais!”. Essa é a resposta padrão de todo empresário que luta para sobreviver (e aqui já deixo uma reflexão: foi pra isso que você começou seu negócio próprio?)

Tenho certeza que nem sempre foi assim. No princípio de tudo, quando o negócio ainda era apenas uma ideia, tinha paixão na resposta. O objetivo era trabalhar com algo que valesse a pena, fazer o que gosta, ser seu próprio patrão, ter liberdade, ter uma vida melhor para si mesmo e para a família…  Isso ainda é o que está no fundo da resposta, enterrado sob o peso (a necessidade) do faturamento nosso de cada dia.

Veja bem: eu disse FATURAMENTO. E esse é o erro número 1 cometido por boa parte dos empresários.

Não é porque uma empresa fatura alto que ela é, necessariamente, lucrativa. Pela nossa experiência aqui na 4blue (se você ainda não conhece nosso trabalho, neste post vamos contar um pouco sobre isso e como podemos te ajudar), quem pensa apenas em faturamento estará condenado a trabalhar de sol a sol e não ver a cor do dinheiro.

 

O FOCO DE TODA EMPRESA DEVE SER O LUCRO, E NÃO O FATURAMENTO.

Além de (claro) realizar os sonhos que motivaram sua criação. Sem isso, um dia você nem terá porquê levantar da cama.
Existe o MITO DO FATURAMENTO que faz com que as empresas foquem apenas em vender, vender e vender.

Mas analise o seguinte quadro por 1 instante:
Do seu valor de faturamento, saem os valores de impostos, fornecedores, taxas pagas para as máquinas de cartão de débito e crédito, comissões dos seus vendedores, custos variáveis e custos fixos (que muita gente não sabe exatamente o que é, mas isto é assunto pra outro momento)… certo?

Se no final dessa conta você não tiver:
– Feito o correto cálculo do preço do seu produto ou serviço
– Separado suas finanças pessoais das finanças da empresa
– Separado o seu salário (e do seu sócio, se tiver)
– Calculado o ponto de equilíbrio da sua empresa

(Entre outras análises que A GRANDE MAIORIA dos pequenos negócios não dá a mínima atenção…)
Você chegará à seguinte conclusão: seu faturamento de MILHÕES pode ter se reduzido a zero (isso quando não despenca pro negativo com força total). É por isso que empresas que faturam 20 mil por mês podem ser mais lucrativas que empresas que faturam 200 mil. E isso não é apenas um exemplo hipotético.

Há alguns anos, realizamos uma consultoria para uma distribuidora alimentícia que faturava 1 milhão por mês. A situação deles estava tão feia que a margem de contribuição (ou seja, o que sobrava para pagar as empresas fixas e investimentos) não passava de 10%. Isso acontece com mais frequência do que se imagina e, infelizmente, as empresas esperam até o fim para tomar qualquer atitude de mudança (foi exatamente o que aconteceu com essa distribuidora: chegamos tarde demais e eles quebraram).

Desde sempre, nós batemos em cima da construção de 2 fatores fundamentais (e que foi o que sustentou nossa empresa em 2009, quando iniciamos no mercado com zero de experiência):

 

Planejamento Estratégico e Controle Financeiro

Gestão 360º: os 5 pilares que sustentam qualquer negócio Planejamento

Isso quer dizer que, se você tiver isso, sua empresa vai funcionar a todo vapor?
Mais ou menos.
Esses 2 fatores darão controle, clareza e segurança para que você conduza seu negócio (seja você um pequeno ou médio empresário, um freelancer, autônomo ou profissional liberal).
E também, eliminará da sua agenda tarefas e gastos que consomem desnecessariamente seu caixa e sua energia pessoal.
Eles resolvem seus problemas do pilar número 1 que sustenta fortemente qualquer negócio.

Mas na prática, uma empresa precisa de muito mais do que isso.
E se você está lendo este artigo, provavelmente sente na pele essa verdade.
Empresas são feitas de pessoas, de rotinas, de trabalho coletivo, de clientes com necessidades específicas…

Quando a 4blue abriu as portas em 2009 (pelos sócios Aleksander Avalca e Renan Kaminski), ficou claro que Planejamento Estratégico e Controle Financeiro seriam sempre essenciais, porém >olhar a nossa empresa (ou qualquer outra) como um todo seria inevitável.

Quase 1 década ajudando o financeiro de pequenas empresas e com mais de 10 mil clientes atendidos, começamos a olhar também para outros fatores que determinavam os seus sucessos ou fracassos.
E chegamos à conclusão que existem 5 frentes de ação que todo negócio tem e que, se não forem cuidados da maneira certa, podem colocar tudo a perder.

1 – Finanças (claro! rs)
2 – Comercial
3 – Marketing
4 – Pessoas
5 – Processos

Quando as 5 bases de um negócio são bem definidas e reforçadas, temos o que chamamos de Gestão 360º.
Em resumo, o seu negócio precisa estar interligado e funcionando como um reloginho.
Não adianta seu marketing ser maravilhoso, atraindo milhares de clientes e, quando chegam, sua equipe não está preparada.
Não adianta ter controle do financeiro quando seus processos falham e você perde vendas.
Se o seu comercial não bate as metas (ou ainda, se a sua empresa não tem metas), seu planejamento financeiro não funciona.
E por aí vai…

Gestão 360º: os 5 pilares que sustentam qualquer negócio controle financeiro

O potencial de crescimento de uma empresa que cuida de todas as suas frentes de ação é imenso. Por isso o Programa 4blue 360 é um dos projetos mais audaciosos que recentemente a 4blue lançou.
O objetivo é acompanhar e assessorar os empresários passando pelos 5 pilares das empresas, resolvendo os maiores problemas. Incluindo melhorias e orientando sobre ajustes.
Ao final de 8 meses dentro desse Programa, cada empresário terá feito um check up completo na sua estrutura (mesmo que a empresa exista apenas virtualmente e você seja sua própria equipe).
É dessa forma que você terá solidez e certeza sobre suas ações e escolhas. E transformar sua pequena empresa em um grande negócio.

Se quiser saber mais informações sobre o Programa 4blue 360, CLIQUE AQUI.

E para terminar, quero refazer a pergunta lá do início: qual foi o motivo que te levou a começar seu negócio próprio?

O que mantém firme os 5 pilares do seu negócio é o seu coração.
Não perca sua paixão de vista.

Por Talita Rui – Equipe 4blue

Compartilhar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.