O que é o golpe da troca da máquina de cartão e como evitá-lo

Blog

O que é o golpe da troca da máquina de cartão e como evitá-lo

O que é o golpe da troca da máquina de cartão e como evitá-lo

Esse artigo é muito importante para quem tem loja física. Vamos falar sobre o que é o golpe da troca da máquina de cartão e como evitá-lo.

Um texto que vai servir como um alerta para a equipe da sua empresa ficar bem atenta!

O que é golpe da troca de máquina de cartão?

O fraudador pode fazer de três formas:

1. Indo até a loja física da empresa uniformizado se passando por um agente de uma operadora de cartão e informando que a maquineta de cartão deve ser trocada.


Fique atento! A máquina trocada direciona todos os pagamentos para o golpista.

2. Pedindo para pagar com cartão, mas no momento de digitar a senha, troca os aparelhos sem que os atendentes percebam. Em seguida, ele finge que houve erro na operação e resolve pagar no dinheiro.

3. Imprimindo comprovante de compra pré-impresso.

Primeiro, o fraudador vai até a loja anteriormente à fraude.

Com isso, ele analisa qual maquininha a loja possui para conseguir uma falsa da mesma marca e modelo. Ao conseguir, o fraudador imprime um comprovante de venda, no valor do produto que ele deseja comprar na loja.

No dia seguinte ele volta lá, faz a compra e quando vai digitar a senha do cartão, cria alguma distração para reimprimir o comprovante de uma compra anterior (apenas para que ela faça um barulho e dela sai um papel, ludibriando a caixa).

Basta entregar apenas o comprovante falso pré-impresso (com valor correto) para o atendente, provavelmente ela nem vai perceber que o comprovante não é o real.

Já leu o nosso último artigo sobre. LGPD: Entenda o que é e como a nova lei interfere na sua empresa

Como funciona?

A máquina oficial fica com o golpista e a falsa no local recebendo todos os valores das compras a partir de então.

Você acha que o dinheiro está indo pra conta da loja, mas ele é redirecionado para as contas do golpista.

No caso de estabelecimentos com apenas uma máquina de cartão, o dano nos rendimentos será exorbitante.

Já em locais com cinco máquinas de cartão e apenas uma for substituída, o faturamento pode sofrer uma queda menos explícita. Por isso, é preciso ficar ainda mais de olho aberto.

Ainda tem um agravante!

Imagina que você descobriu e solicita o bloqueio do dinheiro, para evitar que a operadora faça isso, o criminoso faz antecipação dos recebíveis e gasta tudo rapidamente.

Eles também costumam passar o dinheiro pela conta de terceiros, o famoso “laranja” no golpe, estão alheios ao esquema e também podem até mesmo ser vítimas.

Como descobrir se isso está acontecendo na minha empresa?

O que é o golpe da troca da máquina de cartão e como evitá-lo


Este item é de extrema importância, entenda:

Uma pesquisa global realizada pela ACI, empresa de soluções de pagamentos e serviços bancários eletrônicos, aponta o Brasil como o segundo colocado entre os países com mais fraudes em cartões de débito, crédito e pré-pagos.

Ficando apenas atrás do México nesta análise, o país também é o que apresenta o comportamento mais arriscado no uso dos cartões entre os países americanos.

49% dos brasileiros afirmaram ter sofrido algum tipo de fraude com cartões nos últimos cinco anos. Isso faz o Brasil ficar na segunda posição do ranking de países com maior índice de fraudes. Em 2014, o país estava na oitava posição.

Não deixe de ler também. Quais são os 5 passos fundamentais para vender mais pela internet

>>>Por que a conciliação de cartão pode te ajudar?<<<

A conciliação de vendas é uma maneira eficaz de identificar as vendas fraudulentas, chargebacks, cancelamentos, entre outros, e com isso reduzir perdas financeiras.

A Conciliadora, por exemplo, monitora as fraudes e tem total controle do fluxo de vendas com cartão. Só assim, você fica sabendo que foi fraudado a tempo de minimizar os prejuízos.

Sem ela, veja o que aconteceu em Tocantins no ano passado:

Empresários de um posto de combustíveis em Palmas tiveram prejuízos de até R$ 300 mil após um casal aplicar golpes usando máquinas de cartão de crédito.

Isso ocorreu porque eles só perceberam a fraude quando o aparelho teve um defeito e ele pediu um novo para a operadora.

Até então, os pagamentos feitos através da máquina iam direto para contas dos golpistas.

Um vídeo gravado no interior de São Paulo mostra como o casal agia. Se encaixa direitinho com a explicação do golpe de troca de máquinas descrita lá em cima neste texto.

A mulher pediu para pagar usando o cartão, mas quando foi digitar a senha, trocou os aparelhos sem que os atendentes percebessem. Ela fingiu que houve erro na operação e o marido pagou em dinheiro.



Já viu? Blockchain: entenda como essa tecnologia pode agitar o mercado

Outras formas de evitar esse tipo de fraude


Veja algumas das principais estratégias:

1. Primeiro, converse com todos os seus funcionários (não só com os atendentes). Ensine para eles como pode ocorrer este tipo de golpe.

Crie o hábito de todos ficarem atentos ao passar qualquer cartão nas maquinetas.

Assim, o fraudador não irá conseguir realizar a troca sem ser visto.

2. Mantenha a maquininha sempre em um local estratégico que não seja de fácil acesso de pessoas não autorizadas;

3. Recuse qualquer manutenção não requisitada e sempre cheque a identidade dos técnicos antes de qualquer autorização;

4. Faça a verificação constante se o CNPJ que consta no comprovante é realmente o do seu estabelecimento.

5. Colocar algum selo identificador neles também é uma boa ideia, e não esqueça de fazer a conferência regular do equipamento, conferindo se ele é realmente a sua máquina de cartões.

6. E como foi citado anteriormente conte com um sistema para conciliação de vendas com cartões automatizado.

Desta forma, a sua empresa vai conseguir monitorar o volume de vendas de cada maquineta certificando-se e identificando divergências que podem ser fraudes.

O que fazer ao cair em um golpe desses?

Descobriu que você caiu no golpe da troca da máquina cartão?

Não espere um segundo! Comunique a empresa responsável pela máquina sobre o ocorrido imediatamente.

Ela fará o bloqueio tanto do equipamento quanto dos valores que estiverem disponíveis através dela.

Dirija-se a uma delegacia e faça um boletim de ocorrência também.

Não é só este golpe que pode causar prejuízos às empresas, existem diversos outros.

Constantemente publicamos dicas como estas em nossas redes sociais.

Para ficar por dentro e ajudar a sua empresa, siga (@Conciliadora).

Compartilhar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.